Porquê participar do festival?

Enredo - Tempo

Eu tenho você ou você me tem?

Sou uma malha, uma onda, incontrolável e invisível. Você consegue me medir, mas muito fácil você consegue me perder. Eu te tenho e você me tem. Quem eu sou?

Rotina

Bom dia! Ovos, café, duas colheres de açúcar, tv, tristeza, carro, trânsito, cadeira, celular, monitor, dor , boa tarde, fila, arroz, bife, salada, sono, mensagem, monitor, dor, rápido, mais rápido, traz pão, carro, fila,, carro, tv, sono, mensagem, sono...sono... Bom dia!

Melancolia

Entre pela porta e deite no meu sofá, melancolia. Presos a uma roda sem freio, Gira, gira, gira e me deita tonto, enjoado. Se alguém me escutasse, entendesse. Entendesse que eu preciso frear. Eu vou frear.

Pacto

Invisível, imutável, intocável imprevisível. Impossível? Não, se Deus quiser não.

Poder

Sua coroa dourada e terra infinita não são nada diante do meu poder. O poder do conhecimento, o poder do atraso, o poder do avanço. O poder do tempo.

 

Manipulação

Eu posso ter você com um pouco mais de calma, ou com um pouco mais de traumas. Pode ser um segundo, minuto, hora, e não custar uma vida.

Paralelos

 

Eu feliz e eu triste, você feliz e você triste. Quantas combinações de nós existe, e quantos nós também nos amarram. E se não acontecesse? Aquela dia? 

Angustia


Tentei o impossível, fiz o impossível, e isso não me bastou. Cicatrizes são lições aprendidas, O tempo só é perdido na a pior realidade.

 

Frenagem
 

Inadiável, que me faz parar tudo e ter toda a atenção. Pare! Agora!

 

A Beleza

Temos muito tempo, temos todo o tempo do mundo. 

 

 


 

@2016 por Diego Lehder. Fortaleza/CE - Escola de Dança